Carta à Ninguém

Reflexões sobre um assalto esclarecedor.

Clicar para Ler a Carta à Ninguém

Imagem

Tags: , , , , , , ,

Uma resposta to “Carta à Ninguém”

  1. keila Says:

    oi, Filipe
    li sua carta a ninguém. tenho impressões muito parecidas com as suas, mas acho que algo mais nisso tudo, um sentido oculto para além da conjuntura socioeconomica e do ódio social que se estabelece com a injustiça social. veja, é uma suspeita, uma sensação, talvez uma sensibilidade que o trabalho de campo marcou indelevelmente meu espírito….. O fato é que o agora está nos sufocando e o ágora ficou vazio e esvaziado de sentido…. ultimamente, tenho a sensação de que tudo que escrevo sobre a realidade em que vivemos é mais uma repetição de tantas outras cartas, artigos que vemos/lemos por aí. Por isso, lhe dou os parabéns por ter fôlego para escrever essa carta e por nela conter um desejo de mudança, de esperança. Esta, não a perdi, mas reconheço que ando um tanto desiludida (não sei se é essa a palavra certa….). Não há nenhuma pretensão neste meu comentário….
    saudações

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: